se vai ao longe? ou nunca se chega? Em terras do Índico, vamos abrandar...
14
Out 12
publicado por devagar, às 15:15link do post | comentar |

Por aqui há dias bons e dias menos bons.

O dia-a-dia nem sempre é fácil, o mal está em esquecermo-nos disso e abrandarmos a vigilância.

Há horas em que deveríamos estar quietos. Horas em que estamos onde não deveríamos estar. Num momento estamos bem, divertidos e cheios de planos para um jantar agradável e um fim de semana longo a ver os animais no Norte do Kruger, e no momento seguinte - o da hora escolhida de quem dentro de um carro como qualquer normal consumidor espera para nos roubar - deixamos de ter certezas, lutamos para não nos levarem tudo mas - lá está - nessa altura deveríamos era ter estado noutro sítio.

No fim do dia uma certeza: neste continente há um esforço a ser feito no sentido do empowerment em direitos humanos e do consumidor. Direitos nesta zona adquirem-se com dinheiro, e é bom andar prevenido.

Ver guardas nos parques de estacionamento, ver câmaras colocadas nos cantos estratégicos desses parques, não é garantia de que estamos protegidos, antes pelo contrário.

Na 4ªfeira passada, dia 3 de Outubro, ainda era dia, fomos assaltados quando saíamos do carro,  no parque de estacionamento do Riverside Mall em Nelspruit, na entrada que dá acesso ao Mug & Bean, que é a nossa preferida e de milhares de moçambicanos que lá vão fazer compras durante os 365 dias do ano.

Pelo facto deste Centro Comercial facturar alto devido ao input dos meticais moçambicanos, deveríamos ter sido bem tratados pelos guardas e pela polícia. Não fomos nem bem nem mal tratados: a câmara não funciona, os guardas que estavam a 5 metros nada fizeram- ficámos até a pensar que faziam parte da quadrilha - e a polícia que foi chamada ao local apenas nos quis levar para a esquadra para escrever o nosso depoimento e no dia seguinte dar-nos uma certidão, com a qual passamos a fronteira sem problemas e no Maputo começamos a saga difícil de recuperar a identidade, e todos os documentos que essa identidade implica, que nos usurparam num parque de estacionamento de um shopping que 'se vende' como local seguro.


Como temos amigos e algum dinheiro fomos conseguindo resolver a situação de ficar sem passaportes, autorizações de residência, dinheiro para a estadia no Kruger, cartões de crédito, 3 blackberrys, o meu ipad (que já fazia parte de mim), chaves e documentos do carro, os medicamentos, a máquina fotográfica, e outras coisas de mais fácil substituição.

Oferecemos resistência - um erro que pode tornar tudo mais violento e perigoso, mas naquela altura não se pensa nisso - e os guardas continuaram só a olhar.

Já no Maputo, vamos tomando conhecimento dos casos de muitos moçambicanos que passaram por semelhante experiência. Alguns perderam o gosto por ir a Nelspruit às compras. Nós ainda não sabemos bem como nos vamos comportar, mas gostamos de pensar que iremos esquecer. Por enquanto estamos só a continuar.

Devagar.


AU!
I am terribly sorry!
Imagino a sensação de medo, perda, raiva, ira, violação, porque sei o que é.
Só desejo que agora estejam bem.
E que as emoções sosseguem.
Nestes casos "devagar" é bom!
I am really sorry it happened to you!
nando a 14 de Outubro de 2012 às 16:49

Tia, já sabia e ainda não consegui falar consigo desde aí. Estamos (e continuamos) juntas!
Um beijinho muito grande,
Inês
Inês Black a 14 de Outubro de 2012 às 17:29

Querida, eu sei. Estamos juntas e com saudades.
bjssss
devagar a 14 de Outubro de 2012 às 17:33

A forma do tratamento das ocorrências podem, quando muito, amenizar o efeito catastrófico que os roubos têm sobre os cidadãos assaltados, mas enfim assaltos e polícia desastrada existe em qq parte do mundo. É sempre um desperdício de tempo, dinheiro, emoções e energias. Espero que consiga rapidamente resolver todas as questões. Por aqui existe muito a burla e ainda hoje ouvi alguém que se lamentava sobre isso.
Juana a 14 de Outubro de 2012 às 20:09

Há um momento - que passa depressa - em que se pensa que temos alguma protecção.
É fugaz.
Depois percebemos que só nós, família e amigos, é que criamos uma network de protecção, que engloba outros de quando em vez, se a oportunidade surgir.
Assusta-me a desumanização das pessoas.
Obrigada pelas palavras.
devagar a 14 de Outubro de 2012 às 20:57

Luísa, um assalto com polícia a ver deve dar mesmo muito medo. E ainda resistem? Que dose de coragem!!
Eugénia Múrias a 21 de Outubro de 2012 às 20:04

Não foi coragem, na altura nem se pensa, e o melhor mesmo é não resistir, porque é mais seguro... e eu sabia mas na altura esquece-se tudo...
devagar a 21 de Outubro de 2012 às 20:13

This is such a horrible story, can't believe they were on the parking lot! Was in Riverside Mall just two weekends ago myself for shopping.

Thanks for sharing, I really enjoy your blog!

Caroline
Caroline a 23 de Outubro de 2012 às 10:26

Thanks for commenting. we will fully recover, so sorry that SA is getting so dangerous and unfriendly.
It feels good to know people enjoy what I write!
devagar a 23 de Outubro de 2012 às 18:38

Networkedblogs
mais sobre mim
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
URL
http://devagar.blogs.sapo.pt
Follow luisa385 on Twitter
clustermaps
Live Traffic Feed
blogs SAPO