se vai ao longe? ou nunca se chega? Em terras do Índico, vamos abrandar...
22
Nov 12
publicado por devagar, às 10:06link do post | comentar |

Ando há cerca de mês e meio a conduzir sem carta de condução, mais precisamente desde que a roubaram na África do Sul.

Passaporte,  DIRE (Direito de Residência), documentos do carro, tudo foi fácil, havendo dinheiro é tudo rápido.

O mesmo não sucede com a minha carta de condução.

Trago na carteira uma declaração da polícia sul-africana, em inglês, que informa que a minha carta de condução fazia parte das coisas que me roubaram.

Vale o que vale, mas penso que não valerá assim tanto se me pararem. Porém, percebi também que não tenho o perfil que a polícia procura quando manda parar os condutores, o que faz todos os dias em vários locais da cidade por onde eu ando com à-vontade. Todos se queixam do excesso de zelo da polícia - menos eu.

Até agora passou-se o seguinte:

No Consulado pedi uma segunda via da carta de condução. Fui informada que não podia ser, a lei obrigava-me a ter carta de condução moçambicana, era necessário pedir para Lisboa um print informático da minha carta de condução, depois seria um processo simples, meramente burocrático.

Disseram-me ainda que quando o tal do print chegasse seria avisada.

Demorou 2 semanas e tal, mas lá veio o email e eu lá fui ao Consulado com 10€ cash para o pagar - não aceitam outra forma de pagamento - concomitantemente, o Consulado enviaria por ofício o mesmo documento ao INAV (Instituto Nacional de Viação), para se dar início ao processo.

Correu menos bem, no Consulado não tinham cópia pora mim (!): 'Por lapso não fizemos cópia...mas já pedimos outra, vai chegar depressa, nós assumimos...' (assumem o quê!?!?), esperei mais de 2 gordas semanas.

Nem revelo as coisas horríveis e as palavras feias que me passaram pela cabeça. E não escrevi ao Cônsul a queixar-me do funcionário, apesar de ter vontade.  

De posse do valiosíssimo print, vou ao INAV. Tenho que pagar para obter informações. Julgo que estão a brincar comigo, mas estou enganada.

Um dos requisitos é obter uma certidão de registo criminal.

Todo um filme.

Este país tem agora a impressão digital de todos os meus dedos, separadamente e em conjunto.

O local onde se pede (numa transversal da Av. 24 de Julho, que tem o sugestivo e queirosiano nome de Rua das Flores)  é exíguo, a fila enorme, não tinha esferográfica comigo, e quem me vendeu os impressos recusou-se a emprestar-me a que tinha na mão. E eu a dizer-lhe que iria preencher o impresso ali mesmo (estive quase a desistir) e a perguntar-lhe porquê ... Respondeu-me que todos lhe pediam a caneta, que não duvidava que eu lha devolvesse, porém depois toda a gente iria pedir-lha, e ela sabia que iria ficar sem a dita.

Compreendi, aceitei que era grave abrir o precedente... e até me solidarizei, não é novidade que por aqui se rouba de tudo e descaradamente.

E fui ao supermercado em frente comprar não uma mas 2 esferográficas porque não vendiam à unidade; onde vendiam, à porta do edifício do Registo Criminal (negócio certo e lucrativo) não me podiam vender porque não tinham troco.

E ainda bem que não desisti, a fila andou depressa. No meio da enorme confusão há uma qualquer organização que põe as coisas a andar e na 2ª feira está pronto.

Decidi contratar alguém para me tratar do que falta - que não é pouca coisa;um pouco na base do em Roma sê romano.

Já não penso mal de ninguém e ando mais sossegada, até porque tenho mais papeis carimbados para a eventualidade de ser parada pela polícia.

Hei-de ter a minha carta de condução, devagar.


que filme, até me arrepiei. um abraço *.*
Juana a 24 de Novembro de 2012 às 19:56

Obrigada, vou continuando ...
devagar a 25 de Novembro de 2012 às 14:48

No meio da enorme confusão há uma qualquer organização que põe as coisas a andar...

Será a tal "invisible hand"? Devagar mas a funcionar?
Anónimo a 14 de Dezembro de 2012 às 16:27

será?
Já tenho finalmente a minha carta provisória: é uma folha A4 (prático...) a definitiva só em Março. Continuo a conduzir - agora com enorme à-vontade - e ainda não fui parada pela polícia.
A organização desorganizada acontece muito por aqui; é só uma lógica diferente...
devagar a 14 de Dezembro de 2012 às 16:42

Portugal no seu melhor, por vezes penso que estamos no terceiro mundo.
Poster Digital a 28 de Dezembro de 2012 às 01:37

Networkedblogs
mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
URL
http://devagar.blogs.sapo.pt
Follow luisa385 on Twitter
clustermaps
Live Traffic Feed
blogs SAPO