se vai ao longe? ou nunca se chega? Em terras do Índico, vamos abrandar...
17
Ago 10
publicado por devagar, às 16:16link do post | comentar

Quem tem a sorte de estar na esplanada do Acácia, a Catembe ao fundo, a saborear um sundowner e a olhar para a magnifica vista que se nos oferece, gosta que tudo ande devagar.

Então é uma terapia - como outra qualquer - que nos ensina a parar.

Parar é muito difícil para o europeu;parece - à primeira vista - que nada se movimenta.

Puro preconceito. As dinâmicas sociais não têm que ser todas iguais.

Cada sociedade tem os seus próprios mecanismos de regulação e reage desta ou daquela maneira aos estímulos exteriores.

Sentada na esplanada do Acácia tento observar e aprender esta nova dinâmica.

É claro que tudo se move, como numa partitura lento e allegro.

Porém o sol põe-se depressa.


Networkedblogs
mais sobre mim
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes
pesquisar neste blog
 
Follow luisa385 on Twitter
blogs SAPO